Em mais uma semana, o mercado de suínos em minas registra nova alta. Os embargos comerciais, em especial a carne suína para a Rússia pela comunidade europeia e Estados Unidos, proporcionou uma mudança repentina nas cotações nas últimas semanas. O cenário interno indica que com esse aumento das exportações, diminuirá a disponibilidade da proteína, o que consequentemente, resulta na alta das cotações e o ritmo dessas exportações tende a aumentar. Em minas especificamente, a oferta e demanda se encontram equilibradas, o que torna as negociações menos travadas.

 

Em reunião na sede da Asemg, produtores e frigoríficos expuseram suas argumentações para definição do preço a ser praticado na próxima semana. Um sentimento em comum entre as partes, o mercado é de alta. A dificuldade maior é o repasse dos preços, porém este é inevitável. As partes envolvidas nas negociações não entraram em acordo e decidiram em seguir sugestão de preço da Asemg.

 

Sugestão ASEMG de referência R$4,70 kg./vivo no atacado.

 

Fonte: www.suinco.com.br

Parceiros